6 de março de 2014

Koh Lanta - O Paraíso é Aqui!

Chegar em Koh Lanta não foi a tarefa mais fácil. Saimos de Koh Phangan, pegamos um transfer do hotel até o cais e de lá uma balsa até Koh Samui. Depois mais um transfer até o aeroporto. Voamos de Koh Samui para Krabi e chegando lá um ônibus nos levou até o local de onde saem as vans. Seguimos viagem de van até Koh Lanta. Na verdade Koh Lanta é distrito de Krabi, mas a viagem dura algumas horas. É tranquilo, só tem muitas "escalas".
Em Lanta nos hospedamos no Lanta Mermaid Boutique House, outra pousada simples mas com atendimento nota 10, limpíssima e confortával. Nós optamos por ir para Lanta para fazer passeios de barco nas ilhas próximas. Dessa forma, escolhemos um hotel bem simples e mais central, perto do comércio e restaurantes. Quem quiser ir para Lanta e aproveitar as praias de lá, a região que ficamos não seria a melhor, o ideal é ir para um dos hotéis maravilhosos mais ao sul da ilha.
Nosso primeiro dia foi praticamente perdido com a viagem. Saímos para jantar no centrinho de Saaladan e aproveitamos para fechar os passeios que queríamos fazer: um dia em Koh Rok e no outro "4 ilhas" (quais são as 4 ilhas depende do operador de turismo, mas normalmente eles vão para Koh Cherk, Koh Ngai, Koh Kradan e Koh Mook para conhecer a Caverna Esmeralda).
Nosso primeiro passeio foi para Koh Rok. Essa ilha é considerada o melhor ponto de snorkeling da região. Eu já fiz muito snorkel, inclusive em Fernando de Noronha e Abrolhos, dois lugares praticamente imbatíveis, então para algo me surpreender tem que ser muuuuuito bom! E Koh Rok foi espetacular! Não vou dizer que é melhor do que os lugares no Brasil, porém tem uma vida marinha bem diferente. É lindo! Mas o mais espetacular é que a praia é simplesmente maravilhosa! Foi a praia mais bonita da nossa viagem. Eu não sabia se fazia snorkel e admirava o fundo do mar ou se ficava olhando para aquela praia paradisíaca.


E foi nesse paraíso que eu encontrei o Nemo! Ah... muito amor pelo Nemo, gente! Meu filme da Disney preferido! Eu sabia que o peixe-palhaço é endêmico dessa região (Sul da Ásia / Oceania) e minha missão era procurá-lo durante os mergulhos. Na hora que eu vi o pai no Nemo com Neminhos ao redor eu dei um chilique, mas um chilique que se alguém visse acharia que eu estava afogando! O Be não estava por perto e eu tentava desesperadamente chama-lo e não perder a anêmona com os peixes de vista. Foi lindo, emocionante! Eu amo de paixão o fundo do mar e ter essa experiência de ver coisas tão únicas daquela região foi um grande presente.



Nós passamos o dia nesse paraíso e na hora de ir embora eu quase fiz pirraça igual criança. Por mim eu ficava ali, era por causa daquele lugar que eu tinha viajado mais de 13 mil quilômetros!



No dia seguinte nós fomos para as 4 ilhas. Nesse passeio passamos por lugares não tão espetaculares (ainda assim maravilhosos), mas ao chegar em Koh Kradan, chegamos novamente em uma ilha-paraíso. Areia branquíssima, água cristalina, corais maravilhosos... escrevendo e me lembrando desse lugar dá vontade de largar tudo e fazer as malas. Não dá pra explicar tanta beleza e as fotos não representam nem 1% do que é. Na verdade nem fotografamos muito esses lugares porque só queríamos aproveitar as poucas horas que tínhamos por lá!



Na nossa última noite fomos jantar em um lugar simples mas delicioso. Em Lanta a vida é mais simples. Os resorts de luxo são isolados e a ilha tem aquele estilo mais "pé na areia" que eu adoro. Os restaurantes oferecem frutos do mar fresquíssimos, é só escolher, eles pesam e fazem seu prato na hora.



O Be foi nos mexilhões que ele adora e eu me esbaldei nessa lagosta!


Quando eu fiz minhas pesquisas para resolver o roteiro dessa viagem, poucos lugares falavam que Lanta e das ilhas ao redor e ao sul eram imperdíveis. A maioria sempre fala de Krabi, Phi Phi, Samui e etc. Acho que as pessoas que escrevem esses guias não foram tão longe, porque não é possível! Vou falar de Phi Phi mais pra frente, mas sinceramente preferi mil vezes Lanta. Se um dia eu voltar na Tailândia, vou para Lanta e para as ilhas mais ao sul. São ilhas mais difíceis de chegar, a viagem é mais complicada e as ilhas têm menos infraestrutura, mas eu acho que devem ser ainda mais paradisíacas.

5 comentários:

  1. Lá tem opção de comida para alérgicos a frutos do mar? acho que não né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem! O Be é alérgico a camarão, então tínhamos que ficar sempre atentos.

      Excluir
  2. Estou adorando suas viagens! !!! Estou viajando nelas! !!!bjos Cassinha

    ResponderExcluir